TikZ – 01 – Preparando e testando o ambiente

Vamos criar nossas ilustrações em um ambiente de trabalho composto pelo LaTeX e pelo editor de códigos Texmaker. As instruções a seguir devem bastar para que usuários, iniciantes ou profissionais possam operar com esses programas. Mesmo assim, não se esqueça do que eu disse na introdução: saber um pouco mais sobre o LaTeX antes de começar com a TikZ é algo quase imprescindível e altamente recomendado. Faça uma busca na internet e leia mas sobre o LaTeX, combinado?

Instalando o LaTeX

As duas distribuições LaTeX mais comuns e aconselhadas são:

  1. MiKTeX, que roda no Windows, ou
  2. TeX Live, que roda tanto no Windows quanto no Linux.

A instalação de uma ou de outra é bem simples:

  • no Windows, basta acessar o site miktex.org, fazer o download do programa e instalá-lo como de praxe;
  • no Linux, você deve instalar a TeX Live, encontrada nos repositórios de software de sua distribuição. Caso esteja usando a Ubuntu ou derivadas, digite no terminal de comandos:
sudo apt install texlive texlive-pictures texlive-latex-extra

Instalando o Texmaker

O Texmaker é um editor gratuito de LaTeX, que pode ser encontrado em seu site oficial. Há versões para Windows, Linux e Mac. Faça o download para sua plataforma e instale-o em seu computador. Este será o editor que usaremos para realizar todas as nossas ilustrações.

Testando o ambiente

Vamos testar a funcionalidade de nossos programas. No Texmaker, crie um novo arquivo no menu “Arquivo” e digite nele a estrutura básica do programa LaTeX que será utilizado para criar as figuras em TikZ:

\documentclass[tikz]{standalone} 

\begin{document} 

\end{document}

A tela de seu computador deve estar agora com a seguinte aparência:

Fig. 1.1 – Texmaker

Salve esse pequeno programa com algum nome através da opção “Salvar como” do menu “Arquivo” no Texmaker.

O que nos dizem essas linhas?

  • A primeira, \documentclass[tikz]{standalone}, nos diz que queremos criar um documento (documentclass) da classe de documentos standalone com a linguagem TikZ. Na prática, isso significa que não desejamos criar um artigo ou um livro já previamente formatado, mas um texto ou uma imagem “independente”.
  • as duas linhas seguintes, \begin{document} e \end{document} fazem parte de todo programa em LaTeX que você escreve. Elas indicam o começo e o fim do código principal, onde entrarão a maioria de seus comandos.

A região compreendida entre \documentclass[tikz]{standalone} e \begin{document} é chamada de preâmbulo. Em nosso preâmbulo, acrescente as três linhas seguintes, que permitem o uso de texto em português, com acentos e divisão silábica:

\documentclass[tikz]{standalone} 
\usepackage[brazil]{babel} 
\usepackage[utf8]{inputenc} 
\usepackage[T1]{fontenc} 
\begin{document} 

\end{document}

Agora vem o mais importante, aquilo que vai limitar um espaço dentro de seu programa para que você possa criar suas ilustrações: o par de comandos \begin{tikzpicture} e \end{tikzpicture}:

\documentclass[tikz]{standalone} 
\usepackage[brazil]{babel} 
\usepackage[utf8]{inputenc} 
\usepackage[T1]{fontenc} 
\begin{document}
   \begin{tikzpicture}

   \end{tikzpicture} 
\end{document}

Esses dois comandos criam o que chamamos de ambiente, uma área dentro do nosso programa em que as coisas funcionam segundo regras bem específicas. Em nosso caso, é esse ambiente que indica ao LaTeX que os comandos ali dentro serão interpretados segundo as regras da linguagem TikZ.

Um exemplo: vamos criar uma malha quadriculada que será extensamente utilizada em nossas ilustrações. Digite a linha \draw (0,0) grid (5,5); dentro do bloco tikzpicture:

\documentclass[tikz]{standalone} 
\usepackage[brazil]{babel} 
\usepackage[utf8]{inputenc} 
\usepackage[T1]{fontenc} 
\begin{document}
  \begin{tikzpicture}
    \draw (0,0) grid (5,5);  
  \end{tikzpicture}
\end{document}

Salve esse programa. Para visualizar o resultado, tecle F1. Você deve estar vendo a seguinte tela:

Fig. 1.2 – Imagem gerada no Texmaker

O quadriculado parece grande demais. Mas basta ajustar a porcentagem de visualização para 100%, em uma caixa de seleção logo acima da figura. Troque para outros valores até ajustar para o tamanho que você deseja. Se o tamanho 100% não for atingido logo na primeira mudança, tente 50% ou 75% e depois novamente 100%. Esse é um pequeno bug no Texmaker, facilmente contornável.

Para salvar a imagem, clique com o botão direito sobre ela e selecione, no menu que aparece, a opção “Converter a página para imagem png”. Salve-a em alguma pasta de seu computador. Agora você pode inserir essa imagem em qualquer texto que desejar.

Aos usuários de LaTeX

A este ponto, usuários que já trabalharam alguma vez com o LaTeX já sabem o que fazer para inserir ilustrações em seus textos. Com exceção da mudança na primeira linha do programa, com o uso da classe standalone, todas as outras instruções são exatamente as mesmas e não devem oferecer problemas.

E se você usa uma outra classe de documento, como article ou book, você precisará inserir \usepackage{tikz} no preâmbulo. Só isso.

Próximo capítulo